Não gosto de Truco

Dia 42

Truco está no gosto geral dos grupos das pessoas que conheço. Nos intervalos da faculdade, nos churrascos, qualquer lugar que tem 4 ou mais pessoas e um baralho a roda de truco se forma.

O meu problema com o truco não tem a ver com a gritaria que, para muitos, parece ser a melhor parte do jogo, mas com as probabilidades envolvidas.

Como qualquer jogo de carta, a sorte tem o seu grau de influência e no truco não é diferente. O meu problema com o truco é que, a sorte tem um papel grande demais. Em todos os outros jogos de carta, o saber jogar pode fazer com o que o peso da sorte seja minimizado. Mas o fato de existir mãos impossíveis de serem imbatíveis já no início do jogo me desanima.

Eu sei que no truco existem estratégias e táticas, mas mesmo assim, me desanima saber que alguém com ZAP e 7 de copas irá ganhar independente do que for feito. Jogando em qualquer ordem, de qualquer jeito, sem nem precisar olhar.

Eu sei que é possível além de ganhar maximizar os tentos, mas mesmo assim.

Eu imagino que atração do jogo, além da bagunça, seja a velocidade. É um jogo que se joga várias mãos em muito pouco tempo. Em 10 minutos de intervalo de aula dá pra jogar uma partida ou estende-la até começar a próxima aula.

Até amanhã!



Written by Eduardo Elias in 100posts on Wednesday, 20 de September de 2017 às 23:18. Tags: 100posts,

Comments

comments powered by Disqus