Mensagem de voz

Dia 47

Com a vinda de aplicativos como Whatsapp e com planos de SMS ilimitado, as pessoas se comunicam cada vez mais por mensagem. É mais rápido e possibilita uma comunicação enquanto estamos fazendo outras tarefas. Quando nós estamos no telefone, temos que nos concentrar no que a outra pessoa está falando e só é possível se comunicar com uma pessoa por vez. Tem também a questão do conteúdo da conversa, que, quando estamos em locais públicos, fica mais privada se enviarmos mensagem.

Na Irlanda é possível encontrar as mais diversas nacionalidades. Especialmente quando se está no centro ou na área "boêmia", o famoso Temple Bar. Apesar de nós Brasileiros termos cara de todo lugar de mundo, tem duas maneiras básicas que nos dá dica que aquela pessoa "com cara de Brasileiro" é realmente tupiniquim. Estar falando português e estar mandando mensagem de voz. Não acho que exista um povo que goste tanto de mandar mensagem de voz igual os Brasileiros.

Não sei se é preguiça de digitar ou se é porque gostam de enviar áudios de três minutos e meio (digitar isso tudo daria bastante trabalho), mas estão o tempo todo enviando mensagem de áudio. Por um lado a ideia acaba sendo passada de maneira mais clara, já que a fala te dá muito mais recursos que a escrita, mas ao mesmo tempo, o quesito privacidade no assunto que está sendo falado, se perde.

Em um país onde tem tanto Brasileiro (que chega nos fazer duvidar que realmente saímos do Brasil) é arriscado contar com o "ninguém fala português, posso falar a bobagem que eu quiser em público".

Até amanhã.



Written by Eduardo Elias in 100posts on Monday, 25 de September de 2017 às 22:41. Tags: 100posts,

Comments

comments powered by Disqus