Escrever pra pensar melhor

Escrever

Dia 33

Uma coisa que descobri por acidente é a utilidade de escrever ou falar sobre o que está passando na sua cabeça. É uma maneira de organizar as ideias quando um assunto parecer estar confuso na cabeça.

Pra quem tem ou teve diário deve ter uma noção de como funciona. Eu imagino que a sensação de clarear as ideias seja uma das coisas que motivava a continuar escrevendo.

Quando escrevemos temos que organizar os pensamentos para fazer sentido para quem está lendo. Essa obrigação nos faz precisar organizar as ideias, o que, no final, ajuda a gente mesmo entender melhor o que estamos pensando.

No final acho que esse é o mesmo raciocínio da terapia. Claro que não é só isso, mas só de ter que organizar as ideias para contar pro terapeuta, a coisa acaba fazendo sentido para nós mesmos. A parte do profissional acaba sendo as intervenções para te guiar nessa organização das ideias.

Sabe aquele preciso desabafar? Eu acho que tem um pouco a ver com isso também. A pessoa precisa de alguém para escutar só pra ela organizar as ideias e então ter uma melhor visão do que ela está pensando/passando. Deve ser justamente por isso que ser um bom ouvinte já resolve.

Comigo já aconteceu tanto falando quanto escrevendo. Já escrevi alguns emails e cartas (pois é...) sem enviar. Quando chegava no final a ideia estava clara na minha cabeça e eu percebia que não tinha necessidade de enviar.

Claro que não adianta sair escrevendo qualquer coisa de qualquer jeito. Escreva explicando como se alguém realmente fosse ler aquilo. O que está escrevendo precisa fazer sentido.

No final você apaga e percebe que entende melhor o que está acontecendo.

Até amanhã!



Written by Eduardo Elias in 100posts on segunda, 11 de setembro de 2017 às 18:46. Tags: 100posts,

Comments

comments powered by Disqus